Esclarecimentos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Esclarecimentos

Mensagem por The Night's Guardian em Seg Mar 21, 2016 5:46 pm






Religiões e Cultura

Segue abaixo as características das Religiões de Westeros e Essos.

São elas:
• Fé dos Sete
• Deuses Antigos
• Deus Afogado
• Deus de Muitas Faces
• R'hllor

Os Sete:

OS SETE

A Fé dos Sete é a religião dominante nos Sete Reinos, e é comumente conhecida apenas como a Fé. As únicas regiões de Westeros onde a fé não é predominante são o Norte e as Ilhas de Ferro, onde o culto, respectivamente, aos deuses antigos e ao Deus Afogado continuou forte. Os deuses da Fé são por vezes referidos como "deuses novos" para diferenciá-los dos deuses antigos.

A Fé cultua os Sete, uma única divindade com sete aspectos, ou faces, cada uma representando uma virtude diferente. Os devotos oram a uma face diferente dos Sete pedindo por ajuda ou orientação, dependendo de sua necessidade. As faces são:

Pai, ou Pai Acima, representando o julgamento. É retratado como um homem barbado carregando uma balança e é cultuado pelos que buscam justiça.

Mãe, ou Mãe Acima, representando a maternidade e piedade. É cultuada pelos que buscam fertilidade ou compaixão, e é retratada sorrindo amorosamente, símbolo de misericórdia e conforto.

Guerreiro, representando força em combate. É cultuado em busca de coragem e vitória. Carrega uma espada.

Donzela, representando inocência e castidade. É cultuada pelos que buscam proteger as virtudes das donzelas.

Ferreiro, representando os dons e o trabalho. É cultuado pelos que querem finalizar trabalhos e buscam por força. Carrega um martelo.

Velha, representando sabedoria. Carrega uma lanterna e é cultuada pelos que buscam orientação.

Estranho. Uma exceção às outras faces, o Estranho representa a morte e o desconhecido. Os fiéis raramente procuram o favor do Estranho, mas os renegados algumas vezes se associam a esse deus.


Liderança

A Fé é governada por um conselho com os mais altos septões e septãs conhecidos como Mais Devotos. Os Mais Devotos são liderados pelo Alto Septão, que reside no Grande Septo de Baelor, na cidade de Porto Real. Normalmente o Alto Septão é eleito entre os Mais Devotos, mas isso não é uma condição necessária.


Septões

O clero masculino da Fé é composto pelos septões, que pertencem a várias ordens de devoção entre eles, cada uma ligada a um aspecto dos Sete. Por exemplo, há septões ligados ao Ferreiro, que usam pequenos martelos de metal em cordões no pescoço. Ordens monásticas vivem em lugares reclusos e auto-sustentáveis, sendo chamados de "irmãos marrons". Septões sem um septo costumam cruzar o país pregando para os plebeus em troca de comida e abrigo. São às vezes chamados de "irmãos mendicantes" e vestem uma pequena tigela pendurada no pescoço.


Septãs

As septãs, o clero feminino da Fé, também está disposta em várias ordens de devoção. Podem ser brancas, cinzentas ou azuis, mas não é revelado a que face do deus elas estão ligadas. Septãs normalmente servem em fortalezas da nobreza, como governantas e tutoras. Há septãs entre os Mais Devotos, de modo que elas tem voz na escolha do Alto Septão.


Deuses Antigos:

DEUSES ANTIGOS

Os Deuses antigos são espíritos da natureza, incontáveis e sem nome, que são principalmente adorados no Norte embora ainda haja adeptos dessa religião nas regiões do sul. Foram primeiramente adorados pelos crianças da floresta, mas os Primeiros Homens se afastaram das suas crenças anteriores em favor dos espíritos adorados pelas crianças. Quando os Ândalos (que vieram do leste) conquistaram o sul de Westeros, eles trouxeram com eles a sua Fé dos Sete (fé nos Sete deuses).

Os espíritos foram então apelidados de Deuses Antigos e a prática do seu culto tornou-se limitada ao norte de Westeros.

A religião dos Deuses Antigos não tem organização, clero, nem movimentos evangélicos ou os textos sagrados, mas algumas tradições são passadas adiante por seus seguidores.

Várias ações, tais como o incesto e o fratricídio, são consideradas ofensivas aos deuses. Existem florestas sagradas, onde crescem "árvores divinas" chamadas árvores coração. Essas árvores possuem protuberâncias que se assemelham a rostos e olhos esculpidos por onde escorre seiva vermelha. As orações, juramentos e os casamentos são muitas vezes realizadas na floresta sagrada. Acredita-se que os rostos foram esculpidos nas árvores coração pelos Filhos da Floresta, mas o seu significado ou propósito não é completamente compreendido pelos homens.

Antigamente todas as casas nobres tinham um floresta divina com uma árvore de coração em seu centro, mas muitas famílias deixaram de seguir os deuses antigos e converteram suas florestas divinas em jardins seculares.


Deus Afogado:

DEUS AFOGADO

O Deus Afogado é uma divindade do mar adorada exclusivamente pelos Homens de Ferro em Westeros. A religião do deus afogado é antiga, remonta a antes da invasão dos Ândalos. Os Ândalos que invadiram as Ilhas de Ferro se converteram à religião local, em vez de suplantá-lo com os Sete fizeram no sul do Westeros. Os seguidores da religião apoiam a cultura naval pirata dos Homens de Ferro. Eles acreditam que o deus afogado os criou para assolar, estuprar e esculpir reinos. Acredita-se que o deus afogado trouxe uma chama proveniente do mar e navegou o mundo a ferro e fogo. O eterno inimigo do deus afogado é chamado de deus da tempestade.

Afogamento e ressurreição tem um lugar de destaque nas orações e rituais da religião. O afogamento é o método tradicional de execução para os homens de ferro, mas também é considerado um ato sagrado e, os mais fiéis não tem medo dele. Recém-nascidos são "afogados" logo após o nascimento, sendo submersos ou ungidos com água salgada.

Clérigos, chamados Homens Afogados, são verdadeiramente afogados pela segunda vez e trazidos de volta à vida com uma forma tosca de ressurreição cardiopulmonar. Os homens afogados usam túnicas grosseiras manchadas de verde, cinza e azul. Eles carregam troncos como porretes para uso em batalha, e cantis de pele com água salgada para rituais. A oração comum é: "O que está morto não pode morrer, mas volta a erguer-se, mais duro e mais forte." (What is dead can never die, but rises again, harder and stronger.)


Deus de Muitas Faces:

DEUS DE MUITAS FACES

O Deus de Muitas Faces, também conhecido como O de Muitas Faces, é uma divindade adorada pelos Homens Sem Rosto, uma guilda de assassinos estabelecida na Cidade Livre de Bravos. O fundador dos Homens Sem Rosto acreditava que toda a diversa população escrava de Valíria orou por libertação para o mesmo deus da morte, apenas em diferentes encarnações. Assim, em Qohor, o Deus de Muitas Faces é chamado o Bode Preto; em Yi Ti, o Leão da Noite e na Fé dos Sete, o Estranho. Essa crença de um deus único, com muitas encarnações ou "faces" passou a ser refletida na Guilda da Casa do Preto e Branco, que contém um santuário público com estátuas de muitos deuses da morte, incluindo o Estranho da Fé dos Sete.


Crenças

Os adoradores do Deus de Muitas Faces acreditam que a morte é um fim misericordioso para o sofrimento. Por um preço, a Guilda vai conceder o "presente" da morte para qualquer pessoa no mundo, considerando-se o assassinato sagrado para seu deus. No templo da Guilda, aqueles que buscam um fim ao sofrimento podem beber de um copo preto, que concede uma morte indolor. À medida que os homens sem rosto abandonam suas identidades para o serviço do de Muitas Faces, eles só assassinam alvos que tenham sido contratados para matar e não podem escolher quem é digno do "presente" por si mesmos.


R'llhor:

R'LLHOR

R'hllor, também conhecido como Senhor da Luz, Coração de Fogo, ou Deus da Chama e da Sombra, é um deus de destaque em Essos, mas tem apenas alguns seguidores em Westeros, onde é mais comumente conhecido como Deus Vermelho. Seu símbolo é um coração ardente.

A religião de R’hllor é baseada em uma visão dualista do mundo: R'hllor, o deus da luz, calor e vida, e sua antítese, o Deus cujo nome não deve ser falado, o deus do gelo e da morte ou o "Grande Outro". Eles estão bloqueados em uma eterna luta com o destino do mundo, uma luta que, segundo a antiga profecia dos livros de Asshai, só vai acabar quando Azor Ahai, uma figura messiânica, retornar empunhando uma espada flamejante chamada Luminífera, a Espada Vermelha dos Heróis e com ela despertar os chamados "dragões de pedra".


Seguidores

Os Sacerdotes Vermelhos, como Melisandre de Asshai e Thoros de Myr, são membros do clero. Eles são assim chamados devido às vestes carmesim que usam. No leste, eles são uma visão comum, onde a fé e influência de R'hllor é mais difundida. As crianças são, por vezes, dadas aos templos de R'hllor para que sejam criadas para o sacerdócio. Os templos também compram as crianças como escravos, que são conhecidas como “Escravos de R'hllor” e cria-os como sacerdotes, prostitutas do templo, ou guerreiros. Os guerreiros que protegem os templos de R’hllor são chamados de Mão Ardente.

Todas as noites, os sacerdotes vermelhos acendem fogueiras e cantam orações em seus templos, pedindo R'hllor para trazer de volta o amanhecer. Seguidores muitas vezes olham para as chamas esperando receber visões do futuro. Acredita-se que R'hllor irá ocasionalmente responder às orações de seus seguidores através da concessão de visões e habilidades, tais como ressuscitar os mortos e controlar as sombras. Alguns ritos realizados pelos sacerdotes vermelhos, incluem sacrifício pelo fogo.

Julgamentos por combate são uma prática aceita na fé de R'hllor; orações antes do combate pedem forças à R'hllor e pedem que ele escolha o vencedor com justiça."A noite é escura e cheia de terrores", é uma frase comum em orações para R'hllor, e é mostrada no teaser da segunda temporada.


Costumes

A adoração de R'hllor é uma tradição religiosa no continente Essos, mas não ganhou muita popularidade em Westeros. Esforços recentes para espalhar a fé para Westeros incluem o envio de sacerdotes vermelhos como Thoros para Porto Real, afim de que ele pudesse converter o Rei Aerys II, que era obcecado pelas chamas. Esta tentativa falhou já que Thoros não foi capaz de impressionar Aerys com sua magia de fogo.

Como outros tipos de magia, a magia do R'hllor parece ter desaparecido após a morte do último dragão Targaryen, mas com o regresso dos dragões no leste, as habilidades dos sacerdotes de R'hllor têm se fortalecido. Thoros, enquanto servia no templo de Myr, não descobriu nenhum tipo de novos poderes. No entanto, desde o retorno dos dragões, ele conseguiu ressuscitar Beric Dondarrion inúmeras vezes durante um ritual. Os poderes de Melisandre também foram aumentados desde a sua chegada à Muralha.

Atualmente existe a formação de dois novos círculos de culto em Westeros, seguindo um sacerdote vermelho de R'hllor. Thoros e Beric, juntos, fundaram a Irmandade Sem Bandeiras, uma organização criminosa ligada em parte pela sua adoração a R'hllor. Em Pedra do Dragão, Melisandre convenceu Stannis Baratheon para reivindicar o manto de Azor Ahai com sua magia de fogo. No entanto, após a morte final de Beric e a derrota de Stannis na Baía de Água Negra, a influência de Thoros e Melisandre sobre suas congregações diminuiu.



all rights reserved to The Night's Guardian @ HTML developed to Valar Morghulis use



_________________


the night's guardian ✖️

i'm exactly where you can't see, and i'm exactly where you think i am. everywhere.
The Night's Guardian
NPC's
avatar
Mensagens :
77

Data de inscrição :
03/08/2013


Arsenal
Vitalidade (HP):
10000/10000  (10000/10000)
Energia (EP):
10000/10000  (10000/10000)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Esclarecimentos

Mensagem por The Night's Guardian em Seg Mar 21, 2016 5:51 pm






Bastardia

Bastardos são aqueles cujos pais, no momento de seu nascimento, não são casados um com o outro. Os bastardos reconhecidos com nomes regionais nos Sete Reinos deve ter pelo menos um dos pais de origem nobre, para crianças nascidas fora do casamento nas pessoas comuns não têm o direito a um nome.

A maneira educada para se referir a alguém de nascimento é denominar-lhes bastardo "filho(a) natural". Um termo depreciativo, demonstra ainda mais o estigma social de tal inscrição, é diretamente "bastardo". Um eufemismo para nascer um filho bastardo "nasce do lado errado das folhas."

A vida familiar e estado
Não é incomum para os nobres têm bastardos, embora muitas vezes não tomá-los em casa e criar os seus próprios filhos. Uma mulher de origem nobre tem o direito de insultar os bastardos seu marido, sendo introduzida em sua casa e estar legalmente estabelecido como crianças nascidas.

Os bastardos cujos pais são da nobreza pode ser considerado não bastardos, mas mesmo com um decreto real, há uma grande dificuldade em remover o estigma de um bastardo; Para evitar isso, as crianças nascidas um bastardo pode mudar seus sobrenomes para demonstrar a sua legitimidade. Por exemplo, um filho legítimo de um Mares poderia mudar seu sobrenome para Longwaters.

A qualquer momento, o pai biológico de um bastardo pode reconhecer formalmente e levá-lo para casa. Por exemplo, Ramsay Neve foi reconhecido por seu pai, Roose Bolton, e Edric Tormenta foi reconhecido (mas não promoveu) pelo rei Robert Baratheon I. A medida mais drástica está de pé, um poder tradicionalmente reservado apenas para os reis; Aegon Targaryen IV legitimado muitos de seus nobres em seus bastardos no leito de morte. Quase um século depois, o estado desgraçado oficial Ramsay Neve foi alterado por um decreto real como recompensa por trair Bolton Stark, e tornou-se herdeiro de Bolton House. O estigma social de sua bastardia, no entanto, não se levantou. Robb Stark como Rei no Norte, previu legitimar seu meio-irmão bastardo Jon Snow e proclamar o seu herdeiro. Isso só seria considerado válido por aqueles que apóiam a reivindicação Robb como Rei no Norte. Após a morte de Robb, Stannis Baratheon, tendo proclamado Rei dos Sete Reinos, também propôs legitimar Jon e fazê-lo Senhor de Winterfell, mas Jon Stannis recusou a oferta, a escolha de se tornar Senhor Comandante da Patrulha da Noite, em em vez disso.

Acreditava-se que Joffrey Baratheon era filho legítimo do Rei Robert, e, portanto, herdeiro Casa Baratheon e Trono de Ferro. A revelação de bastardia de Joffrey, como um produto de adultério pela Rainha Cersei, a causa da sua pretensão ao Trono de Ferro foi realizada após a morte de seu irmão Robert, Stannis.

Mais frequentemente um bastardo é reconhecido, mas não legitimada. Por exemplo, Eddard Stark reconhecido Jon Snow como seu filho e um membro da Casa Stark, mas não tem direito. Jon manteve o sobrenome bastardo do Norte e estatuto concedido, e não entraram na linha de sucessão da Casa Stark. Muitos bastardos não são reconhecidos e nem sequer sabem sobre seus pais. Um exemplo claro é Gendry.

Os direitos de herança
Os bastardos têm poucos direitos ao abrigo da lei e do costume quando se trata de direitos de herança. Um bastardo pode herdar, se o pai não tem outros filhos reais ou qualquer outra relação que possa seguir. Além disso, um bastardo pode herdar se legitimado por um decreto real. Não está claro se um bastardo legitimado seria colocado em sucessão de acordo com a ordem de nascimento, ou colocado no final, depois de todos os outros parentes legítimos.

Personalizado sobre heráldica é bastardos muito fracos bastardos que têm brasões (nobres nascidos, cavaleiros, etc). Muitas vezes, mas nem sempre, tem o brasão de armas de seus pais com as cores invertidas  ou pode até mesmo adicionar uma haste em forma garanhão acima.  A bastardo que quer enfatizar sua filiação e minimizar o seu próprio bastardia você pode optar por usar o mesmo emblema que seu pai, como Glendon Flowers, embora talvez de forma ilegal.

No entanto, qualquer homem pode ser nomeado cavaleiro, embora bastardo. Um bastardo pode até ser nomeado para a Guarda Real. Na Guarda, à noite, qualquer homem pode ser um irmão jurado, não importa as circunstâncias de seu nascimento, como foi o caso com Cotter Pyke, comandante da Atalaialeste do Mar, ou Jon Snow e Robin Hill, que se tornou Lord Comandante.

O status social
É considerado rude para intrometer-se nas origens dos filhos naturais de um homem. Os homens dizem os bastardos nascidos de luxúria e mentiras, eles crescem mais rápido do que as outras crianças, e sua natureza é insensível e traiçoeiro.

Um bastardo pode estudar na Cidade Antiga e tornar-se um meistre.

Sobrenome
Cada uma das regiões constituintes dos Sete Reinos têm sobrenomes de bastardos decretadas pelo costume. Um bastardo com um pai Highborn esses apelidos são dadas para mantê-los fora de seus pais. Os pais podem dar um bastardo um nome diferente, se desejar. Os bastardos não conhecido relação a uma casa nobre nenhum nome, assim como outros assuntos.

Eis a lista:

•  Dorne; Sand
• Campina; Flowers
•  Terras da Tempestade; Storm
•  Norte; Snow
•  Terras Fluviais; Rivers
•  Terras Ocidentais; Hill
•  Vale; Stone
•  Terras Reais; Waters
•  Ilhas de Ferro: Pyke



all rights reserved to The Night's Guardian @ HTML developed to Valar Morghulis use




Última edição por The Night's Guardian em Seg Mar 21, 2016 7:01 pm, editado 1 vez(es)

_________________


the night's guardian ✖️

i'm exactly where you can't see, and i'm exactly where you think i am. everywhere.
The Night's Guardian
NPC's
avatar
Mensagens :
77

Data de inscrição :
03/08/2013


Arsenal
Vitalidade (HP):
10000/10000  (10000/10000)
Energia (EP):
10000/10000  (10000/10000)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Esclarecimentos

Mensagem por The Night's Guardian em Seg Mar 21, 2016 5:53 pm






Meistres

Os meistres são sábios, cientistas, conselheiros para a nobreza e, ocasionalmente, pesquisadores do oculto. Homens de qualquer idade podem começar o treinamento de um meistre; mulheres não são permitidas a estudar ou entrar na ordem. Famílias nobres em Westeros costumam mandar seus filhos mais novos para a Cidadela. Um bastardo pode estudar na Cidadela e virar um meistre. Os meistres, como os irmãos da Patrulha da Noite, são considerados servos de Westeros e todos os seus povos e, na teoria, não possuem aliança política. Após terminar seu curso de estudo, um meistre é atribuído a um castelo, fortaleza ou outro estabelecimento, e é leal ao povo daquele lugar como um mentor, curador e conselheiro, independente das mudanças de controle naquele local. Por causa disso, um homem que recebe sua corrente perde o nome de sua Casa e, a partir desse momento, é conhecido apenas pelo seu título e primeiro nome. Na prática, alguns meistres ainda mantêm velhas alianças e lealdades.

São dados três títulos aos Meistres: O Grande Meistre, Arquimeistre e Senescal.

O Colar
O colar significa que os meistres não servem a si mesmos, mas sim são servos de toda Westeros. O colar consiste de vários elos de diferentes tipos de metal. As correntes são formadas de todos metais conhecidos pelo homem, mas quase nenhum meistre vai conseguir usá-los todos. Meistres nunca removem suas correntes, nem para dormir.

De acordo com fontes semi-canônicas, é possível ter vários elos do mesmo metal. Estes metais incluem:

Ferro negro (Corvoaria)
Latão
Bronze (Astronomia)
Cobre (História)
Electrum
Ouro amarelo (Economia e matemática)
Ferro (Arte da guerra)
Chumbo
Aço pálido (Ferraria)
Peltre
Platina
Ouro vermelho
Prata (Medicina e cura)
Aço
Estanho
Aço Valiriano (Magia e o oculto) - Apenas um em uma centena tem um elo de Aço Valiriano; o estudo da magia é desprezado pela maioria dos meistres.


all rights reserved to The Night's Guardian @ HTML developed to Valar Morghulis use



_________________


the night's guardian ✖️

i'm exactly where you can't see, and i'm exactly where you think i am. everywhere.
The Night's Guardian
NPC's
avatar
Mensagens :
77

Data de inscrição :
03/08/2013


Arsenal
Vitalidade (HP):
10000/10000  (10000/10000)
Energia (EP):
10000/10000  (10000/10000)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Esclarecimentos

Mensagem por The Night's Guardian em Seg Mar 21, 2016 6:00 pm






Patrulha da Noite

A Patrulha da Noite é uma ordem militar dedicada à manutenção da Muralha, a imensa fortificação na fronteira norte dos Sete Reinos, e à defesa dos reinos dos homens daquilo que se encontra além dela. A fundação da ordem remonta à Era dos Heróis, quando os Outros foram forçados de volta ao extremo norte. Os homens da Patrulha da Noite vestem apenas o negro.

A Patrulha é provavelmente a ordem mais antiga dos Sete Reinos, tendo sobrevivido à queda dos reinos dos Primeiros Homens perante a Invasão Ândala e à Guerra da Conquista. Foi fundada há mais de 8 mil anos, após um período conhecido como A Longa Noite. Sob cobertura de uma noite sem fim que durou por uma geração, os Outros invadiram, vindos das Terras de Sempre Inverno, destruindo grande parte de Westeros, até serem derrotados pela Patrulha da Noite da Batalha Pela Alvorada. Após a ameaça ter sido expulsa, a Muralha foi construída por Bran, o Construtor, o primeiro Stark, para proteger os reinos dos homens no caso de os Outros retornarem. Durante a Era dos Heróis, foi registrado que os filhos da floresta dava à Patrulha 100 adagas de obsidiana todos os anos.

Além da corrupção do 13º Senhor Comandante, chamado de Rei da Noite, os ataques dos Outros nunca vieram. Ao invés, os ataques mais frequentes vieram dos selvagens, por vezes liderados por seus reis e suas constantes tentativas de fazer uma incursão no Norte. Pouco a pouco, a Patrulha começou a esquecer que sua principal missão não era lutar contra o Povo Livre, mas contra os Outros. Com o passar dos anos, o propósito da Patrulha se tornou menos óbvio, e seu contingente diminuiu cada vez mais, com a maioria dos Sete Reinos negligenciando a Muralha. Apenas o Norte, e particularmente os Stark, tem a lembrança dos antigos tempos, mas mesmo eles acreditam que os Outros não passam de vagas figuras em histórias contadas para assustar crianças.

Houve um tempo em que a Patrulha ostentava dezenove castelos ao longo dos quinhentos quilômetros da Muralha, com mais de dez mil homens entre eles. Apenas Castelo Negro comportava cinco mil, com seus cavalos, servos e equipamentos. Os nobres dos Norte tradicionalmente consideravam uma honra servir na Patrulha. Muitos filhos caçulas das casas nortenhas, distantes da linha de sucessão, vestiam com prazer o negro. Trezentos anos após a conquista de Aegon, apenas três castelos permanecem em uso, e os números da Patrulha minguaram e hoje não passam de mil. Mas isso não é tudo. A Patrulha hoje é, em grande parte, composta dos desajustados dos Sete Reinos: plebeus, devedores, traficantes, estupradores, ladrões, assassinos e bastardos. Pouquíssimas casas nobres ou cavalheirescas do sul do Gargalo tem membros na Patrulha da Noite, e a maioria lá serve porque lutaram no lado errado de uma guerra ou sofreu com maquinações políticas.

Segundo o Grande Meistre Pycelle, a Muralha é um mundo a parte, e as notícias geralmente a alcançam atrasadas.

Estrutura
A Patrulha da Noite consiste de três ordens: Patrulheiros, Construtores e Intendentes. Todos são sujeitos ao Senhor Comandante, e cada uma das ordens é liderada por seu próprio oficial, escolhidos pelo Comandante e chamados de Primeiro Patrulheiro, Primeiro Construtor e Primeiro Intendente, respectivamente.

• Patrulheiros: Apesar de todos os irmãos da Patrulha patrulharem a Muralha, os patrulheiros são a principal força de combate, aptos a sobreviverem num ambiente selvagem, com a tarefa de explorar e patrulhar a Floresta Assombrada. Estão constante e ativamente defendendo a Muralha e cavalgando para enfrentar os inimigos da Patrulha, incluindo os selvagens sem lei, assim como os misteriosos e não-humanos Outros.
• Construtores: Responsáveis pela manutenção da Muralha, dos castelos e dos equipamentos. Contam com pedreiros, carpinteiros, mineiros e lenhadores.
• Intendentes: A maior das três ordens, responsáveis por um conjunto de funções essenciais, proporcionando serviços do dia-a-dia. Caçam, plantam, cuidam dos cavalos, colhem lenha, cozinham refeições, tecem vestes, mantém os armamentos e conduzem o comércio com o sul, trazendo à Muralha alguns dos suprimentos necessários. Como outros membros da Patrulha, devem estar prontos para lutar em qualquer momento, e todos receberam, no mínimo, treinamento básico em combate. Entre os Intendentes, aqueles com habilidades com somas, leitura ou escrita recebem tarefas específicas. Poucos são alfabetizados, mas a Patrulha tem um propósito para cada homem. Intendentes também servem como escudeiros ou assistentes dos altos oficiais da Patrulha, como o Senhor Comandante. Em suma, toda a administração da Patrulha da Noite fica nas mãos dos Intendentes.

Liderança
O Senhor Comandante é a autoridade final e supervisiona toda a ordem. Qualquer homem da Patrulha da Noite pode ser eleito ao cargo. Um Senhor Comandante serve em seu posto até o dia que morre, quando um novo Comandante é eleito pelos irmãos. É fortemente sugerido que, geralmente, o Senhor Comandante é um patrulheiro. Os candidatos adequados para o posto de Senhor Comandante podem ser colocados para ganhar experiência em cada uma das três disciplinas, independente de onde forem colocados. De qualquer forma, entretanto, o posto de Senhor Comandante é preenchida por eleição, então ninguém, nem aqueles que sobem rápido de posição, podem garantir que o vão ocupar. A maioria dos oficiais de liderança da Patrulha são tirados da alta sociedade de Westeros. Um cavaleiro da aristocracia que veste um negro tem quase garantido um cargo importante, mas há diversos plebeus poderosos e influentes. A Patrulha é também meritocrática, sendo um dos únicos lugares desta sociedade feudal em que um homem pode subir muito alto e comandar cavaleiros e Lordes, podendo chegar ao posto de Senhor Comandante da Patrulha da Noite.

Recrutamento
Houve um tempo em que servir na Muralha era uma honra e símbolo de uma devoção altruísta ao dever, com muitos cavaleiros, homens honrados e nobres vestindo voluntariamente o negro. Hoje, a Patrulha começa a ser vista apenas como uma forma de evitar punição; mais do que para cavaleiros, é apropriada para a escória de Westeros, resgatados de masmorras por recrutadores viajantes. Nobres desgraçados, bastardos e mesmo rebentos legítimos indesejados de nobres são "encorajados" a vestir o negro, fazendo da patrulha um grande grupo ranzinza e insatisfeito. Aqueles que chegam voluntariamente podem partir a qualquer tempo durante seu treinamento, mas nenhum homem pode deixar a Patrulha depois de ter dito seus votos. Quaisquer desertores são condenados a morte. Após assumir os votos, os homens da Patrulha não podem possuir terras ou gerar filhos. Os homens também são encorajados a romper os laços com suas famílias - se tiverem a sorte de possuírem uma. Os irmãos da Patrulha da Noite vestem-se inteiramente de negro, uma tradição que lhes rendeu o apelido corvos, especialmente entre os selvagens. Enquanto alguns usam este nome pejorativamente, muitos da Patrulha adoram o termo. Também são chamados de irmãos negros, e em canções já foram chamados de os cavaleiros negros da Muralha.

O Voto
Quando os recrutas são considerados prontos para vestir o negro, devem dizer seus votos em um septo ou perante uma árvore-coração. Os votos são os seguintes:

“Escute as minhas palavras e testemunhem os meus votos. A noite chega, e agora começa minha vigia. Não terminará até a minha morte. Não tomarei esposa, não possuirei terras, não gerarei filhos. Não usarei coroas e não conquistarei glórias. Viverei e morrerei no meu posto. Sou a espada na escuridão. Sou o vigilante nas muralhas. Sou o fogo que arde contra o frio, a luz que trás consigo a alvorada, a trombeta que acorda os que dormem, o escudo que defende os reinos dos homens. Dou minha vida e a minha honra a Patrulha da Noite. Por esta noite, e por todas as noites que estão por vir.”

É costumeiro que o funeral de um irmão negro seja finalizado com a frase "E agora sua vigília tem fim".


all rights reserved to The Night's Guardian @ HTML developed to Valar Morghulis use



_________________


the night's guardian ✖️

i'm exactly where you can't see, and i'm exactly where you think i am. everywhere.
The Night's Guardian
NPC's
avatar
Mensagens :
77

Data de inscrição :
03/08/2013


Arsenal
Vitalidade (HP):
10000/10000  (10000/10000)
Energia (EP):
10000/10000  (10000/10000)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Esclarecimentos

Mensagem por The Night's Guardian em Seg Mar 21, 2016 6:18 pm






Westeros e Casa


WESTEROS
Westeros é um continente vasto e ligeiramente estreito, estendendo-se do sul de Dorne até as Terras de Sempre Inverno, onde presume-se que esteja a calota polar, no extremo norte, onde o território permanece amplamente desconhecido devido às suas baixas temperaturas e seus hostis habitantes, os selvagens. Embora não haja escala nos mapas que aparecem nos livros, GRRM afirmou que a Muralha se estende por mais de 400km. Assim Westeros se estende por mais de 14.400 km de norte a sul, e 1400 km de leste a oeste em seu ponto mais largo.

Suas fronteiras na costa leste são separadas de Essos pelo Mar Estreito e pela cadeia de ilhas conhecidas como os Degraus, onde outrora foi uma ponte de terra. A sul, no Mar de Verão, encontramos as Ilhas de Verão.

As terras do Norte de Westeros são menos densamente povoadas do que as do sul, apesar de ter tamanho equivalente. As cinco principais cidade, da maior à menor, são: Porto Real, Vilavelha, Lannisporto, Vila Gaivota e Porto Branco.

Westeros era originalmente dividido em vários reinos independentes antes da unificação ocorrida na Guerra da Conquista. Após a guerra, todas as nações ao sul da Muralha (exceto Dorne, que foi conquistada posteriomente), ficaram sob a monarquia da Casa Targaryen e conhecidas como os Sete Reinos.


Baratheon
Nossa é a Fúria
No fórum: descrição...

Segundo Martin:
A Casa Baratheon de Ponta Tempestade, é uma das Grande Casas de Westeros e é a principal casa das Terras da Tempestade. Sua sede é em Ponta Tempestade, um castelo antigo construído pelos Reis da Tempestade. Seu brasão é um veado coroado negro num fundo dourado. Os membros da família tendem a ser grandes, com cabelo preto e olhos azuis. Eles são conhecidos por seus temperamentos vivos. Seu lema é Nossa é a Fúria.


Arryn
Tão Alto quanto a Honra
No fórum: descrição...

Segundo Martin:
Casa Arryn do Ninho da Águia é uma das Grandes Casas de Westeros, e a principal casa nobre do Vale. Sua sede principal é o Ninho da Águia, mas possuem outras moradas, incluindo o castelo de inverno nos Portões da Lua. Ambas as fortificações se situam na Lança do Gigante, a montanha mais alta do Vale, e o Ninho da Águia é considerado inexpugnável. Seu símbolo é um falcão e um quarto crescente, brancos em um campo azul-celeste, e suas palavras são "Tão Alto quanto a Honra".  Sua linhagem data dos velhos Ândalos que invadiram Westeros. Normalmente se casando com outros nobres Ândalos, a Casa Arryn tem atualmente a mais pura descendência da nobreza Ândala.


Tully
Família, Dever, Honra
No fórum: descrição...

Segundo Martin:
Casa Tully de Correrrio é a principal casa nobre das Terras do Rio e governa a região como Lordes do Tridente. Seu castelo é Correrrio. Os Tully vêm de uma linhagem antiga de Senhores de Correrrio que data da Era dos Heróis, mas nunca foram reis. Seu emblema é truta prata pulando num campo listrado de azul e vermelho, e seu lema é "Família, Dever, Honra". Os membros da família tendem a ter cabelo ruivo, maçãs do rosto salientes e olhos azuis brilhantes.


Tyrell
Crescendo Fortes
No fórum: descrição...

Segundo Martin:
Casa Tyrell de Jardim de Cima é uma das Grandes Casas dos Sete Reinos, grandes senhores da Campina. Um grande e rica casa, sua riqueza é apenas superada entre as Grandes Casas pela Casa Lannister, os Tyrell porém possuem a maior força militar. Adicionalmente, as frotas de seus vassalos da Casa Redwyne, dos senhores das Ilhas Escudo e dos senhores costeiros, caso convocadas, formam uma armada que se equaliza caso não ultrapasse à Frota Real.

Jardim de Cima é uma antiga sede de governo e coração da cavalaria nos Sete Reinos; os Tyrell chamam a si mesmo 'Defensores das Marcas' e 'Supremos Marechais da Campina', e possuem tradicionalmente o título de Protetor do Sul. Seu brasão ostenta uma rosa dourada em campo verde-relva, e suas palavras são "Crescendo Fortes". Membros da família tendem a apresentar cabelos encaracolados castanhos e olhos castanhos ou dourados.


Lannister
Ouça-me Rugir
No fórum: descrição...

Segundo Martin:
A Casa Lannister de Rochedo Casterly é mais rica entre as Grandes Casas. Seu principal castelo é Rochedo casterly. O brasão dos Lannister é um leão dourado em campo carmesim e seu lema é Ouça-me rugir. O lema não oficial é Um Lannister sempre paga suas dívidas.


Martell
Insubmissos, Não Curvados, Não Quebrados
No fórum: descrição...

Segundo Martin:
Casa Nymeros Martell de Lançassolar é uma das Grandes Casas de Westeros e a governante de Dorne. 'Nymeros' indica "da linhagem de Nymeria," mas geralmente é chamada de Casa Martell. Os antigos Martell utilizavam uma lança como seu emblema, enquanto Nymeria e os Roinares utilizavam um sol. Eles foram combinados quando Nymeria desposou o Rei Mors Martell em uma lança dourada perfurando um sol vermelho em um campo laranja. Suas palavras são, "Insubmissos, Não Curvados, Não Quebrados". Apresentam a aparência clássica dos dorneses, com olhos e cabelos escuros, e uma pele de tom de oliva.


Stark
O Inverno Está Chegando
No fórum: descrição...

Segundo Martin:
A Casa Stark de Winterfell é uma das grandes casas de Westeros e a principal casa nobre do Norte, muitas casas menores são seus vassalos. Nos dias antigos eles governaram como Reis do Inverno, mas desde a conquista Targaryen têm sido os Protetores do Norte. Sua sede, Winterfell, é um antigo castelo famoso por sua força. O selo dos Starks é um lobo gigante cinzento correndo em um campo branco de gelo, e seu lema é "O Inverno está Chegando".


Targaryen
Fogo e Sangue
No fórum: descrição...

Segundo Martin:
A Casa Targaryen é uma família nobre de Valíria que escapou da ruína de seu continente.

Eles viveram por séculos na ilha de Pedra do Dragão até que Aegon, o Conquistador e suas irmãs partiram com seus dragões para conquistar os Sete Reinos.

Os Targaryen governaram como reis de Westeros por quase trezentos anos, até serem expulsos durante a Rebelião de Robert. Além da capital, Porto Real, eles possuíam o castelo na ilha de Pedra do Dragão . Seu lema é Fogo e Sangue.


Greyjoy
Nós Não Semeamos
No fórum: descrição...

Segundo Martin:
Casa Greyjoy de Pyke é uma das Grandes Casas de Westeros. Governa sobre as Ilhas de Ferro, uma coletânea pedregosa e sombria de ilhas na costa oeste de Westeros, do castelo e ilha de Pyke. Seu símbolo é uma lula gigante dourada em um campo negro, e o lema da casa é "Nós Não Semeamos". Membros da família tendem a ser atraentes e bem-constituídos, com cabelo negro.


all rights reserved to The Night's Guardian @ HTML developed to Valar Morghulis use



_________________


the night's guardian ✖️

i'm exactly where you can't see, and i'm exactly where you think i am. everywhere.
The Night's Guardian
NPC's
avatar
Mensagens :
77

Data de inscrição :
03/08/2013


Arsenal
Vitalidade (HP):
10000/10000  (10000/10000)
Energia (EP):
10000/10000  (10000/10000)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Esclarecimentos

Mensagem por The Night's Guardian em Seg Mar 21, 2016 6:21 pm






O Pequeno Conselho

O pequeno conselho é um pequeno grupo de consultores do Rei - no nosso caso, da Rainha - dos Sete Reinos em matérias de política e em suas áreas de especialidade. Não se sabe quando o primeiro conselho se reuniu, mas muito provavelmente se deu durante a Dinastia Targaryen. O conselho é presidido pelo Rei (Rainha), que é o único que pode tornar leis as decisões do conselho. Em sua ausência, o papel recai para a Mão do Rei (da Rainha), ou ao Regente se o Rei (a Raiha) é muito novo.

Os membros do conselho são indicados pelo Rei/pela Rainha conforme sua vontade, um direito usado livremente em tempos de guerra e conflito. Tradicionalmente, entretanto, ao que parece, o conselho consiste de sete membros permanentes, segundo a tradição Ândala e da Fé dos Sete, com posições reservadas para:

• Mão do Rei:
• Mestre da Moeda, chefe do Tesouro e das finanças:
• Mestre das Leis, controla o sistema de lei e justiça:
• Mestre dos Sussurros, o mestre dos espiões, chefe da inteligência:
• Mestre dos Navios, controla a navegação e comanda as esquadras reais:
• Grande Meistre, principal conselheiro nas áreas do saber e da cultura:
• Senhor Comandante da Guarda Real, principal conselheiro sobre a segurança do Rei:

Apesar de o conselho sempre ter tido estas posições, membros adicionais podem existir como conselheiros gerais.


all rights reserved to The Night's Guardian @ HTML developed to Valar Morghulis use



_________________


the night's guardian ✖️

i'm exactly where you can't see, and i'm exactly where you think i am. everywhere.
The Night's Guardian
NPC's
avatar
Mensagens :
77

Data de inscrição :
03/08/2013


Arsenal
Vitalidade (HP):
10000/10000  (10000/10000)
Energia (EP):
10000/10000  (10000/10000)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Esclarecimentos

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum