Ambientação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ambientação

Mensagem por The Night's Guardian em Dom Mar 01, 2015 7:55 pm






A Muralha

A Muralha é uma gigantesca muralha de mais de duzentos metros de altura, feita gelo, que se estende por quase quinhentos quilômetros na fronteira norte dos Sete Reinos, separando-os das terras selvagens de Para Lá da Muralha; considerada uma das nove Maravilhas Feitas Pelo Homem. A Muralha é mantida e defendida pelos Irmãos Juramentados da Patrulha da Noite, que patrulham e guardam os castelos, da cadeia montanhosa Presas de Gelo a oeste, à Baía das Focas a leste.

A Muralha, supostamente, foi criada a mais de oito mil anos antes dos tempos atuais por Brandon, o Construtor, após a Longa Noite, para defender os reinos dos homens dos selvagens e dos Outros. Com aproximadamente quinhentos quilômetros de comprimento, e duzentos metros de altura, a Muralha e protegida pela Patrulha da Noite e, segundo alguns, por antigos feitiços e magia. Brandon, supostamente, posicionou onde fosse possível as fundações da construção. Diversas menções nos livros sugerem que a Muralha fora muito menor na época de seu construtor, tendo sido erguida pelos construtores da Patrulha, que carregaram enormes blocos de gelo dos lagos congelados da Floresta Assombrada e os arrastaram para o sul para tornar a Muralha mais alta, erguendo-a no decorrer dos séculos até o tamanho atual. Entretanto, por conta de seus números severamente diminuídos, a Patrulha limita-se à manutenção, atualmente. Um total de dezenove fortalezas foram construídas ao longo da Muralha, mas apenas três, a Torre Sombria, Castelo Negro e Atalaialeste do Mar estão ocupadas no período descrito pelos livros.

A Muralha se estende por quinhentos quilômetros e tem aproximadamente duzentos metros de altura. É feita de gelo sólido e rocha, e pode ser visto a quilômetros de distância. Aparenta ser cinza ou azul, dependendo do tempo e hora do dia. Segundo mitos, há antigos feitiços encrustados no gelo, para fortalecer a Muralha e repelir criaturas de natureza mágica como os Outros.

A Muralha é reta de Atalaialeste do Mar ao Castelo Negro, porém "corre como uma serpente" entre o Castelo Negro e a Torre Sombria.

A Muralha não possui portões, apenas alguns túneis que a atravessam, protegidos por pesadas grades de ferro e enormes correntes que precisam ser destrancadas. Onde os castelos foram abandonados, ou em tempos de perigo, são selados com gelo e rochas.

Atalaialeste do Mar → Atalaialeste-do-mar é o castelo mais ao leste ao longo da Muralha, localizado na costa da Baía das Focas. Durante A Guerra dos Tronos, haviam menos de 200 homens no castelo, comandados por Cotter Pyke. Atalaialeste tem seu próprio meistre.

A Patrulha da Noite mantém várias galés em Atalaialeste, os navios de maior porte capazes de atravessar o Mar Estreito, e pequenas embarcações de combate. As galés patrulham a Baía das Focas, em parte, para capturar traficantes que comercializam armas para os selvagens.

Perto de Atalaialeste vivem alguns pescadores e para o oeste fica Guardaverde.

Castelo Negro → Castelo Negro é a principal fortaleza da Patrulha da Noite. O castelo está situado ao longo da Muralha, entre o Portão da Rainha a oeste e Escudo de Carvalho a leste, próximo ao centro da Muralha, no extremo norte da Estrada do Rei.

Apesar de haver 19 fortalezas ao longo da Muralha, Castelo Negro é um dos apenas três ainda ocupados pela Patrulha. Antigamente, o castelo continha mais de 5.000 homens, mas agora mantém cerca de 600 irmãos.

O castelo não é realmente um castelo, pois não possui muralhas defendendo-a sul, leste ou oeste. Apenas ao norte fica a Muralha. Consiste de diversas torres de pedra e fortes de madeira. Sob as edificações, há uma série de passagens subterrâneas que as conectam, chamadas de caminhos de verme. São raramente usadas no verão, mas no inverno são a única forma de locomoção entre as partes do castelo.

Castelo Negro tem apenas um pequeno septo, e não há um Bosque Sagrado. Os homens que seguem os Deuses Antigos têm de viajar para além da Muralha, na Floresta Assombrada, para um pequeno bosque de represeiros esculpidos, deixados lá pelas Crianças da Floresta, para que possam jurar seus votos.

Torres
• Torre do Senhor Comandante, também chamado de Fortaleza do Comandante, onde ficam os aposentos do Senhor Comandante. Foi queimada durante a luta de Jon Snow contra uma criatura dos Outros que tentava matar Jeor Mormont.
• Torre do Rei, é uma torre redonda de 30 metros de altura, com merlões no topo, de onde pode-se observar o portão e o começo da escada de madeira que sobe a Muralha. A porta de entrada é feita de carvalho cravejado com ferro. Embora reservada para convidados de honra, ou Reis, nenhum Rei visitou a torre por mais de 100 anos, até ter sido recentemente ocupada por Stannis Baratheon.
• Torre de Hardin, possui ameias quebradas, de onde rochas caíram no pátio abaixo, e é perigosamente inclinada. As celas onde Jon Snow ficou detido antes de sua eleição a Senhor Comandante ficam neste torre.
• Torre da Lança, a mais alta torre do castelo, mas com apenas um terço da altura da Muralha. É fina e muito deteriorada.
• Torre dos Guardas, a torre mais forte; fica próxima a Estrada do Rei, e guarda a escada de madeira próxima à Muralha.
• Torre Silenciosa, outra torre do Castelo Negro.

Fortaleza
• Salão Comum, um grande forte de madeira, com ninhos-de-corvo nas vigas do teto.
• Salão dos Escudos, é um salão de festas de pedra negra, onde os irmãos de alto nascimento depositam seus escudos nas paredes, até o dia de sua morte.
• Poleiro, onde os meistres mantém corvos para comunicação. Abaixo, num forte de madeira robusta, ficam seus aposentos.
• Arsenal, onde são mantidos os equipamentos de combate para treinos.
• Alojamentos, onde residem os irmãos juramentados.
• Cofres, subterrâneos, onde armazena-se suuprimentos. Também é onde localiza-se a biblioteca, que contém registros e livros antigos que nem mesmo a Cidadela possui, sobre os desenhos de rostos nos represeiros, a linguagem das crianças da floresta, pergaminhos de Valíria, etc.

Túneis
Há uma série de túneis sob Castelo Negro, chamados de caminhos de vermes, conectando os vários fortes e torres. Estes túneis são principalmente usados no inverno, quando o frio e a neve (por vezes acumulada a 15 metros) tornam a locomoção no solo impossível. A biblioteca do castelo fica ao longo de um destes túneis.

A Muralha
• O Portão, uma das duas únicas passagens conhecidas através da Muralha (a outra sendo o Portão Negro). O túnel é longo, sinuoso e estreito. Três portões de ferro bloqueiam as passagens internas, e cada um deles é trancado, e há orifícios para defesa sobre eles. O portão externo é de carvalho maciço, com mais de 20 centímetros de espessura.
• Acesso ao topo, a grande escada em zigue-zague, sobe do castelo ao topo da Muralha. Feita de várias escadas, ancoradas por grandes vigas congeladas. Um elevador por guinho é usado para levar suprimentos e homens ao topo; é uma gaiola de ferro que pode comportar 10 homens, localizada próximo ao poço do castelo.
• Equipamentos no topo, uma pequena cabana próxima ao guindaste, para que os homens em guarda possam se aquecer.

Torre Sombria → Torre Sombria é um dos três castelos que ainda são habitados pela Patrulha da Noite, dentre um total de dezenove castelos da Muralha. É localizado próximo às montanhas, no extremo oeste da Muralha. Ele fica ao oeste de Bosque de Sentinelas, e ao leste de Atalaioeste da Ponta.

Para Lá da Muralha → As terras além da Muralha são, sobretudo, selvagens, indomadas e não são mapeadas. O clima é duro e extremo, principalmente nas Terras de Sempre Inverno. A região imediatamente ao norte da Muralha inclui a Floresta Assombrada, uma grande floresta de taiga que cobre a maior parte da área, estendendo-se da Muralha às longínquas terras de Thenn. Apesar de não existirem estradas, há diversas trilhas de caça, caminhos e antigos leitos de córregos, chamados de estradas dos patrulheiros, e são usadas tanto pelos membros da Patrulha da Noite quanto pelos selvagens.

A floresta se estende da costa leste à grande cadeia de montanhas do oeste, chamadas de Presas de Gelo, que se estende ao norte por uma distância desconhecida, e é deveras inóspita. Há rumores, entretanto, que existam vales escondidos mesmo nas Presas ao norte, aquecidos por atividades vulcânicas, que são as áreas mais acolhedores ao norte da Muralha, e que são largamente habitadas.

A sudoeste das Presas de Gelo há uma estreita porção de terra entre as montanhas e o mar, chamada de Costa Gelada. Ao longo da costa leste, encontra-se o Rio Haste e a Ponta Storrold, onde se encontram as ruínas da única cidade selvagem, Durolar.

Depois de todas estas áreas, no mais extremo norte, ficam as Terras de Sempre Inverno. A floresta termina e dá espaço a estas regiões realmente polares, ainda hoje inexploradas. Os rumores dizem que os Outros são oriundos das profundezas destas terras.

Brancarbor
Brancarbor é uma pequena aldeia selvagem além da Muralha. Seu nome vem da gigante Árvore-coração que está localizado em seu centro. O nome da aldeia se encontra em um dos antigos mapas. Há ao menos outras três aldeias ao sul de Brancarbor. Ao norte existe água, possivelmente um lago, e a oeste algumas colinas.

Acima de todos os edifícios, paira solene uma enorme Árvore-coração, com seus galhos e tronco pálidos como osso sobre as casas, e sua e seu rosto, esculpido de tal forma que a boca era grande o suficiente para caber uma ovelha. Foi dita por Jon Snow que é a maior árvore-coração que já vira, com um tronco de quase oito metros de largura.

Durolar
Durolar é uma comunidade de selvagens localizada no Norte, para lá da Muralha. Ela fica no final da Ponta de Storrold, no Mar Tremente. Durolar fica sobre uma baía protegida, e possui um porto natural com profundidade o suficiente onde até os maiores navios podem atracar. Pedras e lenha são abundantes ao seu redor. As águas são repletas de peixes, e possuem colônias de focas e peixes-bois perto da praia.

Floresta Assombrada
A Floresta Assombrada é uma extensa floresta que ocupa boa parte da região Para Lá da Muralha. Se limita a oeste com as Presas de Gelo e a leste com o Mar Tremente e Ponta de Storrold. A Muralha a barra a sul onde é cortado pelos homens da Patrulha da Noite. Possui inúmero rios em seu interior, dos quais se destacam o Guadeleite e o Rio Haste. É o único lugar conhecido onde se pode encontrar mais do que um ou dois represeiros em um único local.

A floresta constitui-se principalmente de represeiros, carvalhos e árvores sentinela. Próximo ao Castelo Negro, possui um bosque formado por nove represeiros formando um anel, donde os irmãos da Patrulha da Noite, fiéis aos Deuses Antigos pronunciam seu juramento. Para chegar até ele, têm de atravessar um riacho que congela no inverno, ladeada por duas pedras irregulares e continuar ao longo de um caminho sinuoso para o nordeste. É um lugar considerado sagrado por selvagens e homens da Patrulha da Noite. Os represeiros estão em um círculo em torno de uma clareira. Há nove anos, quase iguais em idade e tamanho. Cada um tem um rosto esculpido, e cada um é diferente. Alguns Sorriem; outros gritam; outros choram.

A floresta é habitada por selvagens e no lado leste há várias aldeias, como Brancarbor, Durolar e a Fortaleza de Craster. O Punho dos Primeiros Homens, no sopé das Presas de Gelo, é provavelmente colina artificial que se eleva acima da floresta ao seu redor.

Há muitos contos sobre a existência ali de Wargs, Gigantes, Filhos da Floresta, Snarks e Grumkins, alguns dos quais foram confirmados.

Fortaleza de Craster
A Fortaleza de Craster não é uma verdadeira fortaleza, só recebe esse título por membros da Patrulha da Noite. Está além da Muralha. Seu mestre é Craster, um selvagem que é um amigo de Patrulha da Noite.

Situa-se no topo de uma colina com um dique de terra em torno dela. Há pelo menos uma porta, no lado sudoeste e corre um riacho em torno da extremidade norte do monte. Dentro do dique, há também uma estrumeira, um chiqueiro e um curral.

É uma sala de pau-a-pique que é longa e baixa, feito de madeira e cobertas com grama o suficientemente grande para conter trinta a cinquenta homens na melhor das hipóteses. A porta da sala é feita de dois retalhos de couro de veado. O salão é um espaço único, com um lugar de dormir acima alcançado por um par de escadas. Apenas Craster tem uma cadeira, e todos os outros se sentam nos bancos

Punho dos Primeiros Homens
O Punho dos Primeiros Homens é um antigo forte anelar construído pelos Primeiros Homens na Era da Aurora. Ele se localiza próximo do rio Guadeleite. Foi nele em que a Patrulha da Noite lutou a Batalha do Punho dos Primeiros Homens.

Ele é um monte que se ergue acima da floresta em sua volta. O monte tem uma posição dominante, com as vertentes norte e oeste formando precipícios, os quais são um pouco mais suaves para leste. Sua coroa varrida pelos ventos é visível a quilômetros de distância. O cume do monte é coroado por um muro de pedras desprendidas dos rochedos, cuja altura chega à altura do peito. No sopé do monte, existe um riacho.

Presas de Gelo
As Presas de Gelo são uma cadeia de montanhas no extremo norte do continente de Westeros, ao norte da Muralha.

As Presas de Gelo ficam ao noroeste da Muralha, logo além da Torre Sombria, separando as Terras de Sempre Inverno, ao seu oeste, da Floresta Assombrada, ao seu leste, e suas montanhas meridionais se estendem em direção ao Norte. Uma das maiores montanhas da cadeia é chamada de Ponta de Forquilha pela Patrulha da Noite. O modo mais fácil de chegar nas Presas é seguir o rio Guadeleite até sua nascente, mas este caminho é visível do Punho dos Primeiros Homens. Outros caminhos que levam a elas incluem a Escada do Gigante e o Passo dos Guinchos, caso o tempo esteja limpo.

As Presas de Gelo, picos irregulares eternamente cobertos em neve, são cruéis e inóspitas. No entanto, as Presas guardam uma série de maravilhas. Cachoeiras congeladas mergulham sobre íngremes penhascos de pedras, prados montanhosos são repletos de grama e flores silverstres, ravinas que são tão profundas e escuras que parecem ir até o inferno, e pontes naturais de pedra, que cobrem distâncias com apenas o céu para ambos os lados. Foi-se sugestionado que existem vales escondidos nas Presas de Gelo que suportam um número pequeno de pessoas, porém nem mesmo os selvagens ousam viver nas Presas durante o inverno.

Thenn
Thenn é uma região localizada no extremo norte Para Lá da Muralha, localizada em um Vale entre as Presas de Gelo. Os habitantes de Thenn são chamados pelo mesmo nome, os Thenn. O povo Thenn se considera o último dos Primeiros Homens.

Thenn está localizada em um vale elevado de montanha escondido entre os picos setentrionais das Presas de Gelo. Thenn fica quase no extremo norte das Presas de Gelo.


all rights reserved to The Night's Guardian @ HTML developed to Valar Morghulis use



_________________


the night's guardian ✖️

i'm exactly where you can't see, and i'm exactly where you think i am. everywhere.
The Night's Guardian
NPC's
avatar
Mensagens :
77

Data de inscrição :
03/08/2013


Arsenal
Vitalidade (HP):
10000/10000  (10000/10000)
Energia (EP):
10000/10000  (10000/10000)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum